LARANJEIRAS um "Muséu a Céu Aberto"

domingo, 3 de julho de 2011

Rio Cotinguiba ou esgoto ao céu aberto?


Ao chegarmos a Laranjeiras vemos logo em sua entrada um famoso Rio que abrange mais de 5 (cinco) municípios, o qual num passado glorioso foi muito utilizado por navios cargueiros de açúcar e escravos, além de ter sido bastante utilizado na pesca e entre outras atividades de subsistência. Inclusive, não podemos esquecer que foi tão navegável que o imperador D. Pedro II veio a nossa Atenas sergipana de navio.
Hoje este famoso rio mais parece um esgoto ao céu aberto, ou melhor, uma fossa ou/e até um destinatário de lixos industriais. Navegar por ele é impossível, pois sua mata ciliar vem sendo destruída pouco a pouco, trazendo resultados catastróficos. O Rio Cotinguiba será conhecido brevemente como o rio dos assoreamentos, posto que, “vê bancos de areia está se tornando tão/ou mais comum quanto vê água no rio”.


Pesca? Banhos de rio? Isso não já nos pertence, e pelo andar da carruagem será um milagre vermos este rio recuperado e protegido, todo, exatamente todo o esgoto de Laranjeiras está despejado no rio. Apesar de que não é somente a população que o polui, mas também as indústrias, isso mesmo, as indústrias, símbolo do desenvolvimento econômico de Laranjeiras, vem há anos destruindo nosso meio ambiente “SEM DÓ E NEM PIEDADE”. O pó de cimento é eficazmente prejudicial ao pulmão. A palha da cana joga o tal CAXIXE que além de contaminar as águas, deixa a cidade com um horrível odor, prejudicando não somente o turismo, mas também a convivência de seus habitantes, já que, há noites que o nariz queima tanto que se torna impossível dormir com o mau cheiro.
Mediante isso, entra e sai administração da Palha da Cana e ninguém faz nada, preferindo dar as costas e deixar um problema mais perpetuar- se. Secretaria de Meio Ambiente, até existe, porém os coronéis da palha da cana – que são sempre os prefeitos -  a usam apenas como cabide de emprego. Ainda que ponham alguém com boas idéias e projetos, não deixam trabalhar, não liberam verbas, e assim conseguem pouco a pouco destruir nossa cidade, haja vista eles não vivem aqui, quando vem à cidade se escondem nas suas fazendas que estão afastadas do centro. E o rio segue sem nenhum tratamento, não existe nenhuma política de multa para as empresas que poluem e nem programas de conscientização a população.
A solução pode ser simples. Esses vereadores viajam tanto a congressos, mas não buscam estudar cidades ou países que tenham bons trabalhos de recuperação de rios. Uma proposta que poderia ser estudada era que à prefeitura fizesse uma parceria com a DESO para a limpeza do rio, criar uma política de preservação, na qual as empresas auxiliem na recuperação do meio ambiente, o chamado “Incentivo Fiscal Ambiental”, programa este que revitalizou rios em Nova York, conscientizar a população para não poluir, não é uma tarefa tão difícil, basta trabalhar com multas, mexer no bolso a população logo se instrui e também disponibilizar lixeiros a cada 100 metros, que hoje é uma coisa rara de encontrar em nossa cidade.







A solução pode ser simples, basta força de vontade!

Laranjeiras, julho de 2011
Texto enviado pelo leitor DF1

Movimento antipalhadacana

4 comentários:

  1. infelizmente nós já sabemos o motivo da situação deste rio que poderia até mesmo se tornar atração turística se tiversemos políticos de verdade na cidade, pois é um absurdo o que a Usina Pinheiro faz com este rio.

    ResponderExcluir
  2. A palha da cana só destrói nossa cidade!!!! Até cuando vamos deixar isso acontecer???? Precisamos agir!!!!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo texto, muito crítico, informativo e bem didático. Estava a procurar material sobre rios de Sergipe para levar prá sala de aula, visto que à nossa escola pública não chega material sobre Sergipe, em nehuma área: história, geografia, economia, arte....Gostei demais e parabéns pelo blog, é um espaço muito interessante para de debater e denunciar os descasos do poder com as questões de interesse humano.

    ResponderExcluir
  4. è isso ai o rio era muito lindo hoje em dia mais parece uma fossa

    ResponderExcluir