LARANJEIRAS um "Muséu a Céu Aberto"

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Laranjeiras: MUSEU A CÉU ABERTO I

 Pelo conceito popular de museu, Laranjeiras continua sendo um “museu a céu aberto”,isto é, lugar onde se preserva objetos e costumes antigos – patrimônio histórico herdado da época áurea do ciclo canavieiro: antigos casarões, inúmeras igrejas, legítimas representantes da arquitetura barroca, formoso e diversificado folclore, hoje de projeção nacional.
Pelos idos do séc. XIX até as primeiras décadas do século XX, Laranjeiras de povoado tornou-se Vila Independente, vindo décadas depois constituir-se o centro econômico político e cultural da Província SERGIPE DEL REI, quando, então cognominada de “Atenas Sergipana”. Nesse período Laranjeiras era administrada por Intendentes – agentes públicos investidos de poderes policiais e tributários, coincidentemente, à primeira vista, sem vínculo com a PALHA DA CANA, como sugere  seus sobrenomes[1]: de Jesus, de Faro, de Carvalho, da Motta, de Oliveira e outros.

Por volta de 1930, instituem-se no Brasil as prefeituras municipais, passando nossa cidade a ser administrada por gestores sempre ligados à PALHA DA CANA, como atesta seus sobrenomes