LARANJEIRAS um "Muséu a Céu Aberto"

terça-feira, 15 de janeiro de 2013


UM OUTRO OLHAR

O XXXVIII Encontrou Cultural de Laranjeiras já se encerrou, a cidade está voltando ao seu cotidiano, neste momento extraordinário por causa da assunção da nova gestão e toda a “frisson” que ela produz na cidade,  por muitas esperanças malogradas, muitas frustrações, muitas surpresas.
Uma delas é o estranhamento demonstrado através de comentários de algumas pessoas pelo fato de nós do Movimento Anti Palha da Cana termos recebido a pulseirinha que dava acesso ao camarote “VIP” : _“ Como eu que ralei, trabalhei de sol a sol por meu candidato não ganhei pulseirinha VIP?, a oposição ganhou e estava lá!”

Essa fala merece um reparo, UM OUTRO OLHAR, pois o Movimento Anti Palha da Cana NÃO É uma OPOSIÇÃO NO SENTIDO CONVENCIONAL da luta política, que tenta desqualificar ou desconstruir o partido adversário no duelo pelo poder. Nossa proposta é acima de tudo FISCALIZAR E ASSIM CONTRIBUIR  PARA A QUALIDADE DE VIDA DA CIDADE, É UM EXERCÍCIO DE CIDADANIA, DE RESPONSABILIDADE SOCIAL. Quem ralou de sol a sol estava trabalhando por seus interesses pessoais, ao contrario do este movimento que não está pressionando nem reivindicando posição alguma, senão aquela que ele já está alcançando pelo seu próprio trabalho, ou seja, o respeito da cidade, inclusive daqueles que são objetos da crítica, os políticos em exercício do mandato.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013


LARANJEIRAS SEDUZIDA E ABANDONADA

No natal do primeiro ano de mandato da ex prefeita Ione Sobral, Laranjeiras ficou tão iluminada que lembrava Paris, a cidade luz, como se anunciando uma nova era, ao tempo em que a prefeita prometia transformar nossa cidade num canteiro de obras, coisa que nunca ocorreu. E agora na sua saída, após esses seis anos no exercício do poder e frustração popular, pode-se observar um arremedo de sinalização: placas de flandres presas a pedaços de “ripão” indicando os pontos turísticos da cidade, em que o ripão tem mais destaque do que os  minúsculas pedaços de folhas de flandre - A PENSAR QUE UMA CIDADE HISTORICA TURÍSTICA E DE PROJEÇAO NACIONAL do porte de Laranjeiras, APRESENTE UM SERVIÇO DESSA QUALIDADE. Onde está a fiscalização sobre o CUSTO e QUALIDADE desse pseudo projeto pelo tão presunçoso legislativo municipal, cujos vereadores garganteiam a sua permanência nessa CASA como sendo resultado da competência e aprovação popular? – alguns com até vinte anos de mandato.
E a decoração  de natal da cidade, neste seu último natal como prefeita comparado ao primeiro ano, até o presépio da praça da Matriz  foi  simplificado, uma modesta reutilização de materiais e figuras natalinas já existentes, UM APAGÃO TOTAL, foi literalmente um apagar das luzes, como se fosse a última pá de cal na sepultura da sua gestão. Ainda, para não deixar saudades, a ex prefeita Ione Sobral deixou parte do funcionalismo sem salário no mês de dezembro, NAO PAGOU, matreiramente pagou aos professores porque o SINTESE e o não cumprimento das exigências do FUNDEB dá cadeia, tal como, o marido o ex prefeito José Sobral que deixou de pagar o décimo terceiro salário em 1996 e ficou por isso mesmo. Enfim, quem sai aos seus não degenera, ela é SOBRAL como ele!