LARANJEIRAS um "Muséu a Céu Aberto"

quinta-feira, 2 de junho de 2016

OS DESATINOS DA PRIMEIRA DAMA DE LARANJEIRAS


No dia 1º de junho de 2016, na abertura dos FESTEJOS JUNINOS, na quadra Ulisses Maynard, nós professores, sabendo que o prefeito lá se encontrava, fomos à continuidade da nossa luta, marcar, com nossa presença, a insatisfação por nossos DIREITOS DESRESPEITADOS.

No calor da manifestação a SENHORA teve o mal gosto de DEBULHAR uma espiga de milho e atirar os grãos na cara dos professores. Alguns desses grãos atingiram o rosto de uma professora de 56 anos de idade, e 33 anos de serviço público prestado ao nosso município.

Então, SENHORA DONA PRIMEIRA DAMA do município de Laranjeiras, desta vez EXTRAPOLOU, PASSOU DA MEDIDA, do MÍNIMO DE COMPOSTURA PÚBLICA que se espera de qualquer cidadã, quanto mais da PRIMEIRA DAMA.

Nós os professores estávamos em pleno exercício do nosso direito constitucional de nos manifestar, de lutar por nossos direitos, reivindicando o reajuste dos nossos salários e outros acordos não cumpridos, junto a um PREFEITO RENITENTE E AUTORITÁRIO, seu marido, que ainda NÃO SE CONVENCEU QUE OS TEMPOS DA ESCRAVIDÃO E DITADURA FICARAM NO PASSADO, AGORA SOMOS UMA SOCIEDADE DEMOCRÁTICA EM PLENO ESTADO DE DIREITOS. DIREITOS, diferentes de privilégios, SE CONQUISTA, pelo exercício pleno de cidadania.

A SENHORA PRIMEIRA DAMA, provável que não sabe, aprenda com nós professores que este cargo é apenas simbólico, não existindo na Constituição Federal. Ao lado do Mandatário Municipal, a Primeira Dama confere, ao mesmo, aprovação social, uma vez que ele tendo uma família se dignifica. Ganhando respeitabilidade.

Tal cargo deveria fazer dela uma figura decorativa, elegante simpática e discreta – “tudo que a senhora não foi e provavelmente nunca será”. A Senhora deve estar bem antenada com cirurgias estéticas, silicone, botox, maquiagem, look e outras coisas do gênero. Elegância e compostura que se espera de uma Primeira Dama vai muito além disso.

A senhora tem ideia do significado do seu gesto? Nós, os professores, duvidamos.

- O MILHO é base da alimentação de animais domésticos, porcos, galinhas e outros animais, que quando saciados o deixa mas não o despreza. Atualmente, a queda na sua produção tem sido um dos motivos das aflições dos produtores rurais, a Senhora sabia disso? Uma Primeira Dama deveria saber!  

- O MILHO, nesta época do ano é o rei e a razão dos Festejos Juninos, é símbolo das manifestações da continuação da vida, alegria e gratidão pela colheita farta, o SÃO JOÃO é a mais amada festa popular brasileira. 

Com aquele gesto SENHORA cometeu além da FALTA DE EDUCAÇÃO um ATO de VIOLÊNCIA CONTRA O MILHO, CONTRA A PROFESSORA e CONTRA A MULHER. Se, a sua frente, estivesse um professor homem a SENHORA teria o mesmo gesto? Ainda mais, nesta semana em que a violência contra as mulheres domina o debate nacional, a SENHORA não deve ter consciência de nada disso, e pelo visto, deve ter sido UMA DAQUELAS ALUNAS QUE NA ESCOLA FINGIRAM QUE APRENDERAM e hoje na condição de Primeira Dama mostra-se deslumbrada com a função, achando que tudo pode. PODE NÃO MADAME!!! no mínimo, nós professores estamos aqui para corrigi-la.  

Profª Maura e Profª Josi
Junho de 2016

Um comentário:

  1. Kkkk.....essa é a postura de uma primeira dama.....nossa....isso somente mostra o quanto o povo necessita de pessoas mais capacitadas, para representa-lo

    ResponderExcluir